O bom de começarmos a questionar as coisas grandes e importantes, é que a reflexão faz com que questionemos também as pequenas e não menos importantes.

A parcela de educação que me refiro agora não depende de investimento público, nem tampouco de virtudes políticas. Não depende que gritemos alto nas ruas, nem que nossos cartazes sejam ouvidos.

Se todas as legítimas cobranças que temos feito não surtissem efeito nenhum, ainda sim poderíamos nos concentrar em uma ação que pode mudar as gerações que chegam.

Longe de mim interromper este movimento maravilhoso e momento único na vida da nossa nação. Mas minha reflexão agora é para que foquemos outra parte desta abrangente cura federativa. Faz parte da nossa obrigação!

A revolução também tem que acontecer dentro de casa. É o resgate dos valores que estão em desuso, mas que melhoram a qualidade de vida de todos.

Fomos deseducados pela vida que levamos nas grandes cidades.

Fomos deseducados para sobreviver nas selvas urbanas.

A luta pela sobrevivência diária nos distancia da pureza infantil que trouxemos de fábrica. E cada vez que perdemos parte da nossa crença humana, mais contribuímos para o fim dos valores que podem tornar melhor a sociedade.

Pratiquemos a inconformidade tal qual escrita no livro, mas a maior transformação tem que surgir nos nossos pequenos relacionamentos humanos.

Vamos brigar pelas reformas e melhorias políticas, econômicas e sociais, mas vamos também praticar aquilo que cobramos daqueles que nos governam…

Mauricio

5 comentários sobre “CARTA ABERTA 010 – SOBRE A EDUCAÇÃO

  1. Karina disse:

    Amei!!! Como vamos transformar a sociedade? Aplicando em nossas vidas os valores humanos!!! Amando, respeitando, cooperando, sendo gentil e solidário, não discriminando, se cada um fizer a sua parte, viveremos num mundo melhor!!!

    Curtir

  2. Carlos Oliveira disse:

    Excelente, esta e a principal revolução a ser feita. O resgate do valores eticos, de honestidade e de companheirismo.

    Curtir

    1. bubsi disse:

      Carlos,

      Temos que fazer a nossa parte!!!

      abs

      Curtir

  3. Rosa Lina disse:

    Realmente a transformação devem surgir de pequenos relacionamentos principalmente em nosso lar e no ambiente de trabalho, onde passamos a maior parte do nosso tempo.
    Estou aprendendo a praticar a inconformidade em meus atos e até mesmo no que penso. Tudo pode ser melhor, desde que cada um faça a sua parte.

    Curtir

  4. KARINA disse:

    Parece piada, estes governantes estão de brincadeira…
    Vamos praticando a inconformidade dia após dia, algum dia as coisas vão mudar, começando de cada um fazendo a sua parte e logo um grupo grande de pessoas dispostas a fazer o que é certo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: