Mês: julho 2013

Crônicas de avião – 001

O nosso idioma nos permite entender o verbete presente de duas grandiosas formas. Quer seja como algo que ganhamos, quer seja o contexto temporal que vivemos. Talvez seja mais correto pensar que o presente é sempre duas coisas juntas e por isso se torna tão especialmente importante. Os segundos que ganhamos todos os dias deveriam

Continue lendo
Anúncios