Vejo que estamos com nossa democracia em ebulição. Não sei quantos anos nem quantos erros são necessários para atingirmos um estágio onde os recursos capturados pela República serão inteligentemente investidos nas condições básicas e necessárias para que o estado possa ser escrito com letra maiúscula.

E eu não estou pedindo muito. Acho que devemos ter menos leis e mais justiça.

A lei é falha, frustra, mas haveria de ter, no seu espírito, a proteção dos direitos fundamentais. A mentira é tão banalizada, que passa a ser obrigatória, principalmente em disputas eleitorais. Daí eu pergunto, se calúnia, injúria e difamação, tal qual descritas no Código Penal, fossem realmente levadas a sério, tinha gente que deveria sair algemada de debates…

O problema é que tem sempre (pelo menos) dois lados para ver o mundo. O lado que é protegido pela lei e o outro lado de quem é obrigado a cumpri-la. Sábio Getúlio quando disse: “aos amigos tudo, aos inimigos, a Lei”.

Sinto que estou sempre do lado que carrega o piano… E talvez este sentimento de injustiça seja muito potencializado quanto o escândalo não cabe dentro da lei. Ou quando ser “fora da lei” te faz um mártir ou, pior ainda, quanto existem os que estão “acima da lei”.

Ou ainda, quando há tantos escândalos que, mesmo que a lei fosse aplicada, não haveria tribunais suficientes…

Eu disse ontem que a lista era grande e não tenho a intenção de avançar nela até que eu esteja satisfeito com o resultado obtido nos dois primeiros itens:

1 – A corrupção não deve ser tolerada!

2 – O Estado precisa ser muito mais eficiente!

Acredito que são os pontos de partida para a transformação. A corrupção sendo combatida, sobram os recursos, e o estado sendo Estado, mais inteligente na sua utilização.

#alistadetodososbrasileiros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: