No processo em que me formei profissionalmente vários desafios foram sendo enfrentados e superados com maior ou menor dificuldade e consequente desespero associado.

Nos primeiro ciclos da carreira, notei que eventualmente estes desafios eram quase que incontornáveis, impossíveis de serem resolvidos sem ajuda divina e sem reflexos de noites mal dormidas e fins de semana incorporados aos dias úteis.

Foi tempo até que percebi que estes momentos cíclicos em que era provado tinham sempre alguns fatores comuns e, por isso, quando entendi este movimento de aprendizado e crescimento, pude então melhor enfrentá-los.

Primeira dica: Eu já tive um carro, cuja marca vou omitir por razões de foro íntimo, que, após sair 0km da Concessionária, enguiçou 7 vezes em 12 meses. Quatro vezes tivemos que rebocá-lo. As outras três o serviço de Assistência 24h resolveu a contento.

Neste ano trocaram tantas partes elétricas quantas eram possíveis num carro, incluindo rádio, bateria e conexões… chegaram a conclusão que não sabiam resolver o problema. Entendi que o carro tinha algo que consumia a energia dia e noite, mesmo desligado, o que tornava a missão de dar a partida de manhã uma incógnita.

Ao final deste ano, ganhei um carro novo para substituí-lo, mas não foi esse meu maior ganho: Trouxe a lição que a ansiedade traz este mesmo problema para nossas vidas. Consome-nos enquanto dormimos, se é que conseguimos tal façanha. A ponto de esgotarmos a reserva e ficarmos à mercê da sorte no outro dia.

Então, se é que me permitem uma dica, identifiquem a origem da ansiedade e resolvam, antes que sua bateria seja consumida… nós não temos tanta reserva assim, principalmente com o passar dos anos!

TO BE CONTINUED…

*   *   *

2 comentários sobre “010 – A dor do Crescimento – parte 1

  1. Jeane Seixas disse:

    O que fazer com essa ansiedade? Como seria maravilhoso ter total controle sobre ela! Às vezes se instala de tal maneira que nem mesmo o sono a consegue vencer! E lá estamos ligados na tomada e o tempo passando e passando e só passando.

    Curtir

    1. blogdobubsi disse:

      Ou trabalhamos para entender a origem da ansiedade e conseguir controlá-la, ou teremos um grande problema de falta de energia e disposição…

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: