Para se construir qualquer coisa é preciso preparar o terreno. O problema é quando já existe alguma coisa construída e é preciso ou adaptar a obra ao terreno e à construção existente, ou se decidir por abaixo tudo e começar de novo.

Com pessoas, não há essa opção! O prédio precisa ser ajustado às condições já existentes e pior que isso, temos que ter o discernimento de qual carga pode ser colocada em cima, sem corrermos o risco de causarmos um dano irreversível.

Colocando outro atributo nessa comparação, não é possível colocarmos nem um tijolo sequer nessa nova construção hipotética sem que o dono do terreno seja convencido disso. E o tal do livre arbítrio… ou a pre-programação existente no nosso eu interior que define o que queremos ou o que não suportamos. E por aí vai.

O feedback tem que ser baseado em questões relevantes identificadas e tem que ser desenhados novos acordos para o futuro, com base em expectativas conjuntas e em esforços e objetivos desenhados.

Nessa hora surge a deixa para o segundo pilar: Como gerar compromissos futuros, se ainda não existe relacionamento (tal qual será explicado nos próximos blogs)? E como construir o relacionamento se a confiança ainda não está sedimentada?

Bem, por isso é que a confiança demora muito tempo para ser conquistada e que não existem muitas maneiras de se conseguir isso a não ser sendo transparente, honesto, justo e outras tantas características que são vindas de fábrica quando nascemos, mas que muitas vezes se tornam acessórios quando envelhecemos. E aí, quando precisamos usá-las, não mais sabemos como…

Uma das melhores aplicações da confiança foi dada por SOLOMON E FLORES (2001) e que se resume em “Trust is the essential precondition upon which all real success depends.”

Nada contra quem acredita ou deixa de acreditar nesse discurso. No entanto, existem conceitos teóricos que fundamentam as escolhas feitas e tornam o caminho mais fácil a ser percorrido.

*   *   *

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: