028 – Sobre a perenidade das empresas

O correto entendimento do negócio aumenta a perenidade das empresas. Existem diversas histórias de empresas que sucumbiram à concorrência em função da velocidade das modificações tecnológicas, ou dos hábitos de consumo, ou do surgimento de produtos novos que vieram a sucatear seus antecessores. #blogdobubsi

Anúncios
um comentário

A infelicidade vem à superfície antes da insatisfação do cliente. ROSENBLUTH, Hal F.; PETERS, Diane McFerrin – O cliente em segundo lugar.

O correto entendimento do negócio aumenta a perenidade das empresas. Existem diversas histórias de empresas que sucumbiram à concorrência em função da velocidade das modificações tecnológicas, ou dos hábitos de consumo, ou do surgimento de produtos novos que vieram a sucatear seus antecessores.

Quanto mais abrangente e orientado para o cliente for o negócio, mais propensa a empresa está de antecipar as movimentações dos consumidores e tentar atendê-los, muitas vezes mudando a linha principal de produtos que eram comercializados.

Existem também histórias de empresas que, em função do entendimento adequado do negócio, revolucionaram o mercado e continuamente vem trazendo inovações em produtos e, principalmente, na forma de atender ao consumidor.

Por outro lado, se o negócio principal fosse muito associado a um produto ou serviço, a miopia empresarial poderia trazer consequências na longevidade ou rentabilidade da empresa.

É claro que aprendemos com o passado e entendemos perfeitamente que o mundo muda mais rapidamente a cada dia e numa velocidade impressionante. A obsolescência e o sucateamento dos negócios são tão intensos que somos muitas vezes pegos de surpresa com as inovações.

Entretanto, o futuro é absolutamente imprevisível. Negócios inteiros deixam de existir com as constantes revoluções que passamos no dia-a-dia.

Resta-nos, hoje, olharmos para o negócio da empresa em que atuamos e tentar absorver um conceito que mantenha o foco estratégico no cliente e nas movimentações do mercado.

Caso contrário, estaremos apenas contanto com a sorte numa floresta que não tem chapeuzinho vermelho, só lobos-maus!

*   *   *

Anúncios

1 comentário em “028 – Sobre a perenidade das empresas”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">