relógio 8h

098 – Todo dia às 20h

Todo dia às 20h, ou perto, faça chuva ou faça sol, todo dia às 20h sai alguma novidade no blog. Você que me acompanha há exatos 98 dias já deve ter visto isso. #blogdobubsi

Anúncios
Nenhum comentário

Todo dia às 20h, ou perto, faça chuva ou faça sol, todo dia às 20h sai alguma novidade no blog. Você que me acompanha há exatos 98 dias já deve ter visto isso.

Para os que chegaram agora, um resumo rápido do que está acontecendo. Reflexões da vida empresarial, histórias e casos misturados com uma pitada de filosofia e bom humor. Todos assuntos práticos em que existe algum aprendizado. Ao custo de muitos cabelos brancos, quilos a mais, e projetos e mais projetos entregues.

No mais, vamos seguindo juntos, às 20h, ou a qualquer hora que você puder separar um tempo. Importante que, se você gostou de algum dos temas ou discussões, mande comentários, compartilhe, sugira novos assuntos e, assim, vamos ganhando corpo e fazendo deste espaço, leve e dinâmico.

Sem muitas regras, eu diria quase nenhuma além de ser um compromisso diário por 365 dias e de ser perto do horário nobre.

História de hoje

Hoje vou ser mais breve porque já tomei tempo demais com explicações, mas considerando que elas ocorrem a cada 98 posts, já antecipo minhas desculpas pela próxima.

Um dos dias mais difíceis para se trabalhar é, sem dúvida, o retorno das férias. Pra começar não lembramos senha nenhuma, no meu caso, não costumava lembrar nem o andar que tinha que apertar.

O computador passa a ser um estranho que você não reconhece, mas que precisa dele. O retorno às rotinas é o terceiro peso, caso você tenha encontrado o andar correto e conseguido uma nova senha de acesso, o dia parece que não tem fim. Após o almoço você estará olhando mais vezes para a hora do que os minutos têm capacidade de andar.

Se fosse no futebol, teríamos direito à pré-temporada. Um mês de recondicionamento físico, treinos táticos, retorno ao trabalho com bola. Aí jogaríamos com alguns times meia-boca no campeonato estadual até chegar março e o ano começar pra valer.

Nas outras profissões não temos isso. Temos que chegar no primeiro dia de retorno ao trabalho com a velocidade igual ao dia que saímos de férias. Correndo o risco de lesões ou contusões cerebrais…

Confesso que sempre sofri da síndrome do retorno ao trabalho. Este trauma eu nunca superei, nem sei como superar. Boa sorte.

Por fim

O que posso dizer é que quando viramos empreendedores e estamos do outro lado da mesa não temos mais este problema, porque férias passaram a ser um luxo dos bons dias…

Portanto, para aqueles que ainda não tentaram, sugiro que tirem 30 dias corridos de férias pelo menos uma vez na sua vida. Daquelas que enjoam no final, que cansam e descansam a cabeça para o próximo ciclo. E passem por todos os bons problemas do retorno…

Para ler mais:

057 – Espelho, espelho meu…

040 – Ponto

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">