143 – A saudade, o saudosismo e o sadismo

Saudade tem a ver com a distância entre o momento feliz e o presente. Enquanto saudosismo coloca o passado em um patamar superior, o sadismo nos faz sofrer independente do tempo. #blogdobubsi

Anúncios
Nenhum comentário

Saudade tem a ver com a distância entre o momento feliz e o presente. Enquanto saudosismo coloca o passado em um patamar superior, o sadismo nos faz sofrer independente do tempo.

Eu explico. A saudade nos move a completarmos o ciclo necessário para derrubarmos as barreiras espaciais e reencontrarmos, no futuro, o presente que tanto queremos.

Ressalvado quando a dor da saudade for pessoal, não há quem possa estabelecer novos encontros aqui nesta Terra.

O saudosismo não aceita perder o passado, enquanto reduz a alegria do presente e se desconecta das possibilidades do futuro.

O sádico pode ser saudosista ou sofrer de saudade. Só não consegue buscar no presente a satisfação.

No trabalho existem os três personagens bem definidos e presentes normalmente em cada reunião.

Há quem espere que seremos felizes de novo, assim que superarmos o desafio posto à mesa. Há quem sofra, porque no passado, quando fazíamos de outra maneira, as coisas eram bem melhores. E por último há os que esperam que dê tudo errado pelo simples prazer de poder dizer que foram contra.

Fujam dos saudosistas, avessos à qualquer inovação. Expulsem os sádicos, torcedores vorazes do mundo catastrófico. E respeitem aqueles que tem na saudade a motivação para chegar a um futuro melhor.

Para ler mais:

038 – Primeiros Tempos

132 – Tempo que voa e tempo que não passa. Tudo ao mesmo tempo.

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">