146 – Super poderes

Os super heróis sempre me fascinaram. Principalmente pela maneira que usavam seus poderes para salvar o mundo. Várias verdades nesta frase. #blogdobubsi

Anúncios
Nenhum comentário

Os super heróis sempre me fascinaram. Principalmente pela maneira que usavam seus poderes para salvar o mundo. Várias verdades nesta frase.

Primeira: o mundo realmente precisa ser salvo. E não falo aqui de super vilões, os nêmesis, ou qualquer outro maníaco genial do mal. Falo de valores e princípios morais que sustentam todo o resto.

A diferença do super herói para o super vilão não são os poderes, mas sim a moral.

Vejo o debate politizado de temas matemáticos, com uma paixão tão grande que me remete aos embates finais das batalhas dos quadrinhos. Volta e meia os heróis morrem. Mas via de regra eles conseguem vencer o mal.

Segunda: Aqueles que saem do lugar comum para assumir liderança e tentar lutar contra os desafios que se colocam, são semelhantes aos mocinhos da história.

As grandes histórias do cinema sempre tratam da “jornada do herói”.

Terceira: Os super poderes, podem até não ser tão “super” no mundo real, mas se tornam, à medida em que saímos da inércia rumo à conquista dos nossos sonhos.

O mal que se aproxima não é necessariamente visível, nem feio aos nossos olhos. Pode vir travestido de anjo de luz. E abraça nossos jovens e domina suas mentes.

O resto já da história já está escrita no Livro dos livros. Se quiser um spoiler, o herói se tornou mortal, viveu, morreu, ressuscitou e sentou à destra do trono do Pai. O final vai ser glorioso, mas não pra todos. Mas a escolha é sua.

Para ler mais:

056 – Arregaçando as mangas

093 – Não há nada de novo, lamento

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">