150 – Na calada da noite

Sempre fui, desde que tenho lembrança, um entusiasta e otimista por natureza. Os fatos podem até contrariar minhas expectativas, nada abala minha certeza que, em seguida, as coisas se acertam. Nem a calada da noite. #blogdobubsi

Anúncios
Nenhum comentário

Sempre fui, desde que tenho lembrança, um entusiasta e otimista por natureza. Os fatos podem até contrariar minhas expectativas, nada abala minha certeza que, em seguida, as coisas se acertam. Nem a calada da noite.

Esta minha opção facilitou demais minha caminhada. Não foi uma escolha natural ou forçada. Nunca nem havia parado para refletir do porquê minha visão das coisas trazer na sua essência, o bom otimismo que vence as frustrações.

Sei que fui taxado de ingênuo, por confiar em pessoas, de simplista, por enxergar virtude em eliminar a vaidade. Também passei por bobo, por buscar a justiça em coisas grandes e pequenas.

Entendi que todas as nossas ações têm reflexos diretos na percepção e comportamento alheio. E se os adjetivos vierem pelas minhas virtudes, então que venham.

Aprendi também a não me importar além do necessário com quaisquer comentários, daqueles que vêm na calada da noite, que não estejam embalados como uma crítica construtiva. E isso foi me fortaleceu e manteve minha confiança e auto-estima.

Assim fui sobrevivendo e curtindo a caminhada.

Para ler mais:

034 – Atrás das respostas…

044 – Do desejo à academia

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">