Skip to content

178 – O conforto na zona

Milhares de pessoas, me incluindo, já falamos de inúmeras razões para deixarmos no zona de conforto. Falamos e provamos pela teoria e pelos anos de prática, que a exposição ao desconforto nos leva a produzirmos algo novo. A crescermos e ganharmos relevância na carreira que escolhemos.

Assim novos desafios vão surgindo e novas possibilidades são descobertas! Nada disto é mentira….

Mas o que pretendo discutir aqui são as razões para o conforto na zona. Se é que você me entende. Caso contrário deixa que explico.

A zona que me refiro é o espaço conquistado após todas as batalhas que enfrentamos, é o espaço da trincheira onde repousamos no meio do caos. É a pausa para respirarmos e olharmos as opções que nos restam.

É nosso pedaço de estabilidade enquanto torcemos pra não sermos os próximos voluntários rumo ao suicídio assistido. É o instante de paz que nos faz refletir e almejar não abrir mão das conquistas.

Tudo isto junto e misturado, independente do tamanho destas conquistas, da relevância da posição ou do volume e grandeza das batalhas conquistadas. É o status pra chamar de meu.

Na transformação incrível que estamos enfrentando nos dias atuais, às vezes é melhor abaixar a cabeça pra não levar um tiro de qualquer direção. Mas tudo isto passa, a crise passa, o vírus passa, portanto o conforto também passa.

Justamente nesta hora que temos que aprender a ser confortáveis no meio do caos, no meio da transformação. Porque ela não é só nossa, ela é dos produtos e serviços, das empresas, das cidades, das relações humanas e de tudo que temos ao nosso redor.

Sempre defendi e continuo defendendo o risco em busca do retorno. Vale pro mercado de ações, vale pro mercado da rua e vale pro mercado de trabalho. Qualquer mercado! Só quero registrar que entendo o conforto na zona, que me solidarizo com as lutas que foram vencidas ou perdidas para defender a trincheira.

Mas o conforto na zona vai ter que se transformar e inevitavelmente iremos pra frente rumo ao próximo refúgio. Minha conclusão é que só existe desconforto em nós mesmos … Fora isto o resto é zona mesmo!

Para ler mais:

093 – Não há nada de novo, lamento

088 – Telepatia e outras patologias corporativas

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: