Skip to content

Tag: liderança

029 – Terceiro Pilar: os compromissos

Existem objetivos individuais e coletivos claramente definidos, sem os quais será impossível concluir o projeto. Apesar de existir um líder, considera-se a existência de lideres situacionais que opinarão dentro de suas áreas de conhecimento e contribuirão para decisões mais bem estruturadas. #blogdobubsi

025 – Segundo Pilar: O Relacionamento

Embora muitas das nossas escolhas no dia-a-dia nada tenham a ver com o primeiro pilar apresentado, os espaços para conversas que são criados nesse momento inicial é que são os maiores fatores identificadores de insights que perduram durante todo o ciclo. #blogdobubsi

024 – Da confiança aos relacionamentos

Para se construir qualquer coisa é preciso preparar o terreno. O problema é quando já existe alguma coisa construída e é preciso ou adaptar a obra ao terreno e à construção existente, ou se decidir por abaixo tudo e começar de novo. #blogdobubsi

023 – Ainda sobre a Confiança

A mais estimulante experiência profissional pode ser assumir um novo cargo ou desafio, mudar de empresa ou de ares, pode ser um reconhecimento ou promoção, pode ser uma oportunidade única ou ainda uma nova forma de fazer o mesmo. #blogdobubsi

022 – Falando em Confiança…

Como obter resultados superiores, contando com um desempenho melhor das equipes, a fim de obter maior ganho da operação, utilizando-se de ferramentas motivacionais associadas a análise dos principais gaps de competências individuais? #blogdobubsi

015 – Organizações sobreviventes

Senge (1990) afirma que poucas são as empresas que conseguem sobreviver até a idade média de uma pessoa, visto que na maioria das empresas que “desaparecem”, há muitos indícios prévios de problemas que são comumente ignorados em virtude de uma deficiência de aprendizagem.

014 – Alinhando objetivos

Politicamente correto ou não, nas organizações temos a tendência por força do paternalismo em que nossa sociedade foi constituída e por exigências legais de equiparações ou isonomias, de colocarmos todas as pessoas no mesmo saco